• Stephanie Assimakopoulos Garófalo

Disfunção da ATM: entenda o que é e como tratar

A ATM é a articulação temporomandibular, responsável pelos movimentos da mandíbula. Sinais de que algo não vai bem com a ATM vão desde incômodos leves a dores de cabeça e dores de ouvido.



Se você sente desconfortos ao abrir e fechar a boca, ao mastigar, uma sensação de travamento ou estalidos das articulações da mandíbula e dores no maxilar, pode ser que você apresente uma disfunção da ATM.


A ATM é a articulação responsável por conectar a mandíbula aos ossos do crânio. Quando ocorre a disfunção da ATM (também chamada Disfunção Temporomandibular — DTM) é comum que o paciente apresente sintomas como desconfortos ao mastigar, falar e até ao respirar, sensação de travamento da mandíbula, inchaço e espasmos musculares e, inclusive, dores em regiões periféricas, como o pescoço ou ombros.


Se não tratada de forma correta, a DTM pode gerar uma série de problemas ao paciente e evoluir para sintomas mais graves.

Causas e diagnóstico da DTM


A DTM é algo relativamente comum entre as pessoas. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), atinge cerca de 80% das mulheres e 60% dos homens da população mundial, que poderão ter, pelo menos, algum sintoma ao longo da vida.


O diagnóstico nem sempre é simples, justamente por ser uma doença multifatorial e que se manifesta de diferentes maneiras: muscular, articular ou, ainda, de forma mista, quando o distúrbio sobrecarrega músculos e articulação.


Em alguns casos, pode estar relacionada a hábitos parafuncionais, como roer as unhas ou mastigar de forma incorreta e ao bruxismo. O estresse e ansiedade também podem ser causadores da DTM, por provocar maiores tensões musculares e apertamento dental.


Além do exame físico e observação dos sintomas, exames como ressonância magnética e tomografia costumam ser usados para contribuir com um diagnóstico mais preciso.




Tratamentos possíveis

Não existe uma cura específica para a DTM, mas, a boa notícia é que existem, sim, uma série de possíveis tratamentos, desde os casos mais simples, até os que evoluem para quadros mais graves. A abordagem mais adequada para cada caso deve ser avaliada por um especialista.


Uso de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos, placas de mordida e fisioterapia podem ser boas primeiras opções para aliviar o desconforto. Ainda, o gerenciamento do estresse é uma boa saída para os casos que advêm de ansiedade e descontroles emocionais.


Em casos mais severos, procedimentos cirúrgicos podem ser necessários. No tratamento cirúrgico, chamado de artroscopia, o profissional visualiza as articulações mandibulares através de uma câmera e pode realizar alterações, tais como o reposicionamento do disco articular. É considerada uma cirurgia pouco invasiva com obtenção de ótimos resultados nos casos que procedimentos mais simples não são capazes de resolver.

Esteja atento aos sinais


Ao observar sintomas, procure um profissional capacitado para avaliar-lhos individualmente. Apenas o especialista pode fornecer o diagnóstico correto e indicar a melhor forma de tratamento para cada paciente.


Na Garófalo Odontologia, estamos sempre em busca do que há de mais atual, para oferecer o melhor para os nossos pacientes, tanto em conhecimento, quanto em tecnologia.


Aproveite, entre em contato e marque uma consulta!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
 
WhatsApp